Campus Party 2010: 24h no ar

A Campus Party não desliga! Na segunda madrugada do evento, o clima é de muita empolgação e nadica de sono.

Um pouco movido a energéticos, que são vendidos por um preço bastante razoável dentro da arena dos campuseiros, gamers, bloggers e geeks de todos os tipos ficam vidrados em suas telinhas de diversos tamanhos – desde TVs de 42” até discretos netbooks de 8”.

Neste segundo dia do evento – e primeiro com palestras em todas as áreas – a Campus Party mostrou que ainda pode surpreender muita gente. Superando algumas espectativas, como a melhora na alimentação, visível nos comentários via Twitter, e decepcionando alguns com uma conexão não tão rápida e uma acústica ainda muito ruim, o saldo até o momento tem sido positivo, tanto para quem veio como para quem não pode comparecer, que encontrou na transmissão ao vivo das palestras um consolo por estar “de fora”.

Transmissão essa, aliás, que ajudou muita gente que estava dentro da arena. Em algumas áreas, como a de Criatividade, o ruído era muito grande, com até três palestras acontecendo simultaneamente e interferindo uma no áudio da outra. Uma solução encontrada por diversos campuseiros foi assistir às apresentações de longe, acompanhando pelo streaming ao vivo, que tinha um delay mínimo e uma qualidade de áudio muito boa. Pode parecer irônico, mas não era raro ver pessoas assistindo à debates que aconteciam a poucos metros nas telas de computadores.

O clima chuvoso também ajudou a manter a temperatura amena, mas cariocas reclamaram de frio e paulistanos, de calor.

Os destaques do dia foram a apresentação de Kevin Mitnick, famoso hacker californiano que apresentou-se no palco principal explicando os novos métodos de engenharia social utilizados pelos hackers para obter informações e dados confidenciais, e o case Jovem Nerd, que atraiu diversos fãs para a área do Campus Blog.

Kevin Mitnick explica a "arte de enganar" dos hackers

Além das palestras, cenas curiosas chamaram a atenção da imprensa, como os dois bonecos de Steve Jobs e Bill Gates que rodaram com um carrinho de compras pela arena, um dirigível do Windows Live, além da estranha presença de mimeógrafos e máquinas de escrever.

Mas apesar da animação, já tem muita gente bem cansada do ritmo frenético da Campus Party, e não é raro encontrar campuseiros dormindo em puffs e sofás espalhados entre bancadas e stands internos.

Anúncios

Uma opinião sobre “Campus Party 2010: 24h no ar

  1. qual site queta pasando as palestras ..

    ha sou do parana sou cadeirante tem outros cadeirantes por ai … tem algua asunto sobre lan houses obrigado se puder responder valeu

Os comentários estão desativados.