Obama, um marco na história

411614645_e2ebf3ab56Foi então eleito o primeiro presidente negro dos Estados Unidos da América, Barack Obama. O homem é o retrato vivo de um presidente que não tem nada de tradicional para os americanos: de origem africana, Obama é natural do Haiti, graduou-se em direito em Harvard, uma das melhores universidades do mundo, e venceu a corrida presidencial, passando por Hillary Clinton em um primeiro momento, e depois derrubando McCain.

A comemoração americana parecia com a do Brasil em ano de vitória de copa do mundo. Algo inexplicável.

Eu não tenho embasamento político suficiente para especular se Obama será ou não um bom presidente, ou o que quer que seja. Mas de uma coisa eu sei: nos últimos tempos, essa é uma das únicas vezes em que eu posso dizer que vi “a história” acontecer e que foi algo bom.

11 de setembro, guerra do Iraque, ataque ao Afeganistão, tudo isso também me deu a sensação de “fazer parte da história”, só que de uma forma negativa. Hoje, com a eleição de Obama, eu tive certeza de que isso será um importante precedente histórico. Porque apesar de não ter idéia se Obama será ou não um bom presidente, ele é o primeiro presidente negro dos Estados Unidos da América, o que certamente será um marco histórico. Ele é a personificação do sonho de Martin Luther King, que almejava um mundo onde negros e brancos pudessem ser valorizados pela sua capacidade, e não pela cor de sua pele.

Para mim e para milhares de pessoas que saíram as ruas nesse 5 de novembro, Obama é a esperança.

Não só de dias melhores na política americana, mas também de igualdade num mundo onde a crueldade e a brutalidade estão em toda a parte. Em um mundo ond

No jardim de um eleitor

No jardim de um eleitor: você roubou nossa placa do Obama = Nós compramos outra placa = Obama consegue mais dinheiro para sua campanha (ivy_windchaser Flickr)

e parece que quase tudo está perdido, é muito bom ver essa luz no fim do túnel. Ver que, em um país onde o voto é facultativo e o cidadão precisa se registrar para votar, as pessoas se mobilizaram de maneira a incentivar o voto, independentemente do candidato. Isso é, no mínimo, inspirador.

Obama também mostra que para ser escolhido, não basta apenas ter o melhor plano, a melhor qualificação, a melhor campanha. É preciso também deixar claro para aqueles que o terão como líder que eles são importantes, e que eles são necessários para que se possa chegar ao topo. Incluir o cidadão, mostrando que a mudança não é feita por apenas um, mas por todos – ou será que o mote “yes WE vcan” poderia deixar isso mais explícito?

E como já dizia V, em V de Vingança: “Remember, remember, the 5th november.

Anúncios

6 opiniões sobre “Obama, um marco na história

  1. NOSSA VC É UM DOS MAIS SORTUDOS PARABENS!VC merece! mostrar que todos somos de uma mesma nação, apenas de regiões diferentes, valeu!

  2. Nossa que blog chato, eu passei um tempinho (5 minutos) lendo e esperando que acharia algo de interessante, você é chato(a), seus posts são cliché e sem imaginação.

    Se isso é um blog de pensamentos, então você é BEM desinteressante.

    Agora deixe-me livrar dessa chatisse….

    • @AIN,
      Uma pena você ter saído decepcionado, mas sabe? Assim é a vida e assim são
      as coisas.
      E resolver esse problema é muito simples: é só não voltar!
      Mas de qualquer maneira, obrigada pela primeira (e provavelmente última)
      visita!

  3. Concordo com vc.
    Acho que ainda é cedo pra dizer se as consequências da eleição de Obama serão boas ou ruins, mas ela são, com certeza, um sinal de mudança. Pena que Luther King não viveu o suficiente para presenciá-la.

  4. esse ou essa AIN é no mínímo um(a) mala mal-educado(a): isso é coisa que se escreva no blog dos outros???

Os comentários estão desativados.