Utilizando cartões de visita para um networking mais efetivo

Não adianta, pode parecer uma coisa antiga, mas os cartões de visita estão cada dia mais em voga. Você vai àquele evento e encontra pessoas que têm os mesmos interesses que você e que querem manter contato. Aí você vai passar o seu email:
_”Anota aí: Carlos ‘underline’ Wilczogorski arrouba Wilczogorski ponto com.”
_”Como?! Carlos Wilc-o-quê?”
_”Tudo bem, eu vou soletrar. W-I-L-C….”

Esse é o tipo de situação que pode facilmente ser evitada com um simples cartão de visita. Quando quiserem seu email, o máximo de trabalho que você vai ter será abrir a carteira e entregar o pedacinho de papel. Além de mais prático, você ainda pode incluir mais informações relevantes sobre você, como um site, telefone, MSN ou Skype e coisas do tipo.

Se a sua desculpa para não ter um cartão de visitas até agora foi a dificuldade ou o preço, é bom começar a repensar. As impressões estão cada vez mais baratas, e as gráficas estão facilitando a venda do “cento” de cartões de visitas. A cada cem cartões coloridos você paga, em média, 30 reais.

Em questão de praticidade e inovação, a moo.com, uma empresa que tem parceria com o flickr, possibilita que você faça cartões de visita diferenciados por um preço bem bacana: US$19.99 mais a taxa de entrega. Os cartões da moo.com são um pouco menores do que cartões padrão, mas são suficientes para passar seus contatos para alguém. Suas informações de contato vão no verso, e você pode escolher até cem imagens diferentes para ilustrarem os seus cartões. O melhor? Eles entregam no mundo todo.

Outra boa opção é o Deyey. Nele, você pode montar o seu próprio cartão de visitas. Ele fornece imagens de background, símbolos, e também permite que você adicione as imagens que preferir. Depois de montar todo o seu cartão e salvar, é possível fazer o download do arquivo em bons formatos para impressão, como o RGB e o CMYK. Com isso você economiza na grana do design do cartão e banca apenas a impressão e o refile. Vale bastante a pena.

CartaoDeVisitas
Esse é o meu cartão de visitas, feito no Deyey

Com um punhado deles na carteira, você pode fazer um bom e bonito networking. Apresentar um cartão passa uma imagem de profissionalismo ao seu novo contato. Augusto de Campos, do blog Efetividade, listou 10 dicas para ter um bons cartões de visitas e como usá-los de forma efetiva. Dessa lista, eu destaco alguns itens importantes:
Inclua todas as informações básicas sobre você, como seu nome, telefone de contato, email e, se houver, seu site. Se o seu site tiver um título específico, não deixe de mencioná-lo.
Cuidado com as cores: algumas gráficas limitam a impressão em número de cores. Além disso, não é muito interessante que seu cartão pareça um arco-íris.
Seu nome deve ter destaque. Não use imagens muito grandes ou letras muito pequenas. Use um tamanho de letra que seja agradável aos olhos.
Verifique diversas vezes as informações que constam no cartão, de forma a evitar algum erro. Corrigir informações erradas a caneta estraga totalmente o visual do cartão.
Faça o possível para imprimir seus cartões em uma gráfica e, de preferência, com impressão a laser. Os aparatos vendidos em papelarias dão mais dor de cabeça e muitas vezes sai mais caro que mandar imprimir em um local especializado. Também recuse impressões a jato de tinta, pois elas parecem impressões caseiras.

Com um punhado deles na carteira ou no bolso, seu networking torna-se mais fácil, prático e efetivo. Se você ficou interessado, é possível também buscar inspiração nos cartões de visita que aparecem no Flickr. Ver o que já foi feito e selecionar o que mais lhe agrada pode facilitar o processo de composição do seu cartão.

Anúncios

2 opiniões sobre “Utilizando cartões de visita para um networking mais efetivo

Os comentários estão desativados.