Mini-resenhas opinativas

E o Pensamenteando esteve todo esse tempo fora do campo de visão dos robôs do google. Foi um deslize, assumo, mas eu também me justifico: tudo é culpa da elevada carga de leitura dos últimos tempos. Desde quase tratados como Casa-Grande e Senzala até Hamlet. E ainda mantendo, dentro do possível, a periodicidade da coluna Tempos Modernos, no Hermenautas.
Acabei deixando o Pensamenteando em segundo plano…

Mas isso será revertido!
Vou aproveitar esse post, inclusive, para resenhar minimamente os livros que têm tomado tanto o meu tempo:

  • Casa-Grande e Senzala, de Gilberto Freyre
    Trata-se de um enorme livro, que fica até imponente na estante. Conta sobre os costumes, moral e comportamento do brasileiro, de onde veio o tipo de atitude atual, e explica muito sobre a influência do indígena e do negro na sociedade. É realmente um livro muito interessante de se ler, apesar de eu ter detestado as referências escritas em outros idiomas e sem tradução, o que fazem com que você se sinta um ignorante ao lê-lo.
  • Raízes do Brasil, de Sérgio Buarque de Holanda
    Obra mais concisa e objetiva em relação à Casa-Grande; trata de tópicos muito semelhantes a Freyre, como que refutando alguns deles e confirmando uns outros tantos. Traz o conceito do homem cordial e outras análises mais profundas da sociedade colonial.
  • Menino de Engenho, de José Lins do Rego
    O romance narra grande parte das situações comportamentais descritas em Casa-Grande e Raízes do Brasil. Conta a história de Carlos de Melo, neto de um Senhor de Engenho, que aprende na prática os tópicos que Freyre e Buarque de Holanda teorizam.
  • Odisséia, de Homero
    Essa epopéia tem uma história central bastante simples; o que a enriquece são as várias pequenas historinhas que fluem nas margens da principal, que é a volta de Ulisses à Ítaca. É interessante ter um prévio conhecimento de mitologia grega para o bom entendimento de algumas passagens.
  • Oréstia, de Ésquilo
    Outra epopéia, que conta sobre a vingança de Orestes contra sua mãe, Clitemnestra. A trama básica é vingança, e o dilema de Orestes em fazer o que se deve e ir contra a sua própria vontade.
  • Bucólicas, de Virgilio
    Um conjunto de poemas bucólicos, e por sinal muito chatos. Alguns deles tem uma temática gay, o que é interessante, dada a data das poesias. Mas no geral, entedia o leitor.
  • Os Sofrimentos do Jovem Werther, de Goethe
    Tradicional romance alemão, em forma epistolar (em cartas), que conta a história de Werther, um jovem apaixonado que escolhe o suicídio como forma de resolver seus problemas, principalmente os amorosos.
  • Hamlet, de Shakespeare
    Uma peça inglesa que atravessou a história com o bordão “ser ou não ser, eis a questão!”. Trata da vingança, em seus vários estágios, e deixa muitas dúvidas e ambiguidades pelo caminho.
  • Íon, de Platão
    Um dos discursos de Platão, esse é com o rapsodo Íon. Platão faz de tudo para mostrar a Íon que suas histórias são obras da inspiração divina, e não de uma possível técnica.

E os livros continuam. Com o tempo vou fazendo mais comentários sobre as leituras.

Anúncios

Uma opinião sobre “Mini-resenhas opinativas

  1. Cara Jacqueline, assim como fiz com o Alessandro gostaria de pedir desculpas a vc também por ter copiado alguns dos seus posts e prometo nunca mais fazê-lo novamente, mas antes de mais nada eu gostaria de tentar desfazer esse mal entendido tão chato que se abateu sobre nós, na verdade eu só queria fazer algo diferente, não pensei nas consequências e muito menos nos danos causados, sou novo nesse negócio de blogs e foi por isso que acabei pecando, mas felizmente vocês souberam puxar minha orelha na hora certa e por isso sou muito grato, a princípio fiquei chateado por causa da brincadeira das fotos que o alessandro fez, mas ao conversar com ele eu fui me acalmando, assim como eu propus ao alessandro gostaria de propor a vc, vamos esquecer esse inconveniente e começarmos de novo com o pé direito.
    quanto ao blog eu não vou deixar de postar, só preciso de um tempo para analisar que rumos dar ao blog a partir de agora e espero poder contar com a sua ajuda se possível.
    espero poder passar um borracha nisso tudo e seguir a diante.

    Lucas

    PS – desculpe te dizer tudo isso nos comentários mas não encontrei outro lugar que pudesse fazê-lo.

Os comentários estão desativados.