Babel, o filme em forma de 9

Semana passada fui assistir Babel no cinema. Todo mundo falando que se tratava de um bom filme, uma sinopse realmente convidativa, lá fui eu.

O jeito de contar a história lembrou bastante o filme Crash, pela interligação dos “mundos”, pela forma de interação. Meninos marroquinos treinando tiro com um rifle, dado por um japonês, acabam acertando uma americana, que havia deixado os filhos em casa com a babá mexicana. Tudo para formar um ciclo e deixar uma moralização no final.

Comparando, Crash também era assim: as histórias individuais se interligavam, e mostravam, no final, que ninguém é só bom ou só mau. Todos tem boas e más ações ao longo da vida. Um bom filme, uma boa moral.
Já Babel não. O filme até fecha um ciclo, mas depois disso a história continua, e acaba de forma repentina. Não há uma moral, não há uma lição no fim do filme. Por isso digo que Babel é um filme em forma de 9.

9.jpg

(SPOILER)
Seria um ótimo filme, mesmo sendo em forma de 9, se não fosse impregnado de uma visão de mundo americana: os marroquinos são maus, e morrem; os americanos se salvam; os mexicanos entram em encrenca por serem imigrantes ilegais, e são deportados; os japoneses têm suas crises, mas estão ali, enigmáticos.

Um filme que tinha tudo pra ser muito bom, mas que tem o final mais largado que eu já vi.

Veja também:
Babel, o filme em forma de 9
Produzir e distribuir conteúdo, uma opção que expande conceitos

Anúncios

5 opiniões sobre “Babel, o filme em forma de 9

  1. Dica: Veja Amores Brutos (filme que cada vez eu acredito mais que inspirou Paul Haggis – roteirista e diretor de Crash) e 21 Gramas e vc vai ver que há muito mais por trás das obras de Iñarritú do que você conseguiu enxergar. ^^
    Tb acho Crash um filme muito bom, muito mesmo. Mas perde por ter essência hollywoodiana.

  2. Huahauha!
    Bom, Ed, eu não sou exatamente uma crítica de cinema, né?
    O filme não é de todo ruim, mas eu acho que ele tem uma carga americana muito grande e um final meio largado.
    Mas ainda assim, um filme 3 estrelas.

  3. O que vc viu como negativo (uma visão de mundo americana: os marroquinos são maus, e morrem; os americanos se salvam; os mexicanos entram em encrenca por serem imigrantes ilegais, e são deportados; os japoneses têm suas crises, mas estão ali, enigmáticos) é justamente o mérito do filme: DENÚNCIA!

  4. Pingback: Crash - No Limite « Pensamenteando

Os comentários estão desativados.