Star Wars V: “Eu, Robô” numa galáxia muito, muito distante

Mais um final de semana com Star Wars, na sequência assistimos ao V episódio, “O império contra ataca”.
Esse com efeitos especiais mais avançados do que o anterior, essa “sextologia” me surpreende cada vez mais. Além do agora evidente triângulo amoroso Luke-Han-Princesa Leia, pude descobrir que “Eu, Robô”, com Will Smith, não é lá uma idéia muito nova. É, porque Luke Skywalker perdeu uma das mãos em um duelo de sabres de luz (fazendo “uóoon”, como sempre) com o seu pai Anakin Skywalker, mais conhecido como Darth Vader. E eu já pensando em como seriam os próximos episódios, um Luke maneta, e então me aparece um robozinho (se não me engano o R2) consertando a mão agora BIÔNICA do jovem Luke.

Aaaaahhhh então foi DAÍ que tiraram o braço biônico do personagem de Will Smith.

Okey. Ja entendi que o filme é precursor.
Nos novos episódios, mais descobertas de onde vieram diversas idéias dos filmes.

Inclusive os barulhos de explosão no vácuo.

[odeo=http://odeo.com/audio/1777008/view]

Anúncios

4 opiniões sobre “Star Wars V: “Eu, Robô” numa galáxia muito, muito distante

  1. O livro ‘Eu Robo’ é do Asimov, mas o filme, embora faça referência a varias das histórias, vira as premissas dele de cabeça para baixo. Antes do Asimov aparecer, as historias de robo sempre seguiam a fórmula “Homem cria robô, robô se revolta e destroi o homem (ou pelo menos tenta). Asimov queria fugir desta lengalenga tecnofóbica, e ao invez disso preferiu explorar os conflitos e complicações oriundos das 3 leis. E é isso que faz as historias dele tão interessantes.

    Ai vem o filme, onde o homem cria o robô, e o robô se revolta e tenta dominar o homem…

    Tudo bem que eles usaram alguns dos conflitos das 3 leis, inclusive para motivar a revolta, mas tudo isso ficou subordinado a uma trama de ação ordinaria, que não tem nenhum interesse além de gerar adrenalina. E a Susan Calvin virou o bimbo da vez, que precisa ser salva periodicamente. Eu pelo menos fiquei muito decepcionado.

Os comentários estão desativados.