Anima Mundi

Anima Mundi

Desde 14 de julho no Rio de Janeiro, essa semana o 14º Festival Internacional de Animação do Brasil, o Anima Mundi, chegou a São Paulo. Utilizando um espaço dentro do Memorial da América Latina, o festival exibe diversos curta-metragens de animação, vindos de diversos lugares do mundo.

Memorial da América LatinaOs ingressos têm um preço bastante acessível: para as salas de exibição de curtas, R$6,00 a inteira; para as salas onde são exibidas as animações em curso (curtas em vídeo), o ingresso é R$3,00.

Estive lá nessa sexta feira, 28, e pude assistir a duas séries de curtas e uma animação em curso. As exibições no período da tarde foram bem leves, talvez um tanto quanto infantis. No “Curtas 9”, que foi exibido às 14h, destaco 3 produções: “La Genie de la Boîte de Raviolis“, da Suiça; “Prime Time“, de Israel; e “Minuscule“, da França.

Já as 18h, assisti ao “Curtas 7”, um tanto mais adulto (devido a uma produção brasileira, “Yansan”) e mais … complexo e subjetivo. Destaque para “Bid´em in“, dos Estados Unidos; “Le Moulin“, da França; e o cativante “Walkampf“, da Alemanha. Este último, descobri mais tarde, é um clipe de uma banda alemã, feito de animação. Trata da batalha do personagem principal para devolver uma baleia ao mar (“Scheib den Wal zurück ins Meer“).

Entre um curta e outro, pude prestigiar também o “Animação em Curso 2”. “Lebenslauf“, da Alemanha, tem uma sacada muito boa; “Versus“, da França, é bem engraçado e subjetivo; e “Propaganda“, do Brasil,Oficina Anima Mundi mostra que nós também temos um “pézinho” dentro do campo de animação.

É um festival que eu recomendo, principalmente para quem mora perto dos locais de exibição. Apesar de ter passado mais tempo no Rio de Janeiro do que em São Paulo, o Anima Mundi consegue entreter adultos, com os curtas mais complexos e maduros, e crianças, com os curtas infantis e as oficinas que são oferecidas no espaço.

Anúncios

Uma opinião sobre “Anima Mundi

Os comentários estão desativados.