A revolução do modo de vida e o show do U2

Quer saber a verdade? Em pouco tempo teremos notícias frescas antes do noticiário ser apresentado. O show do U2 foi o evento que melhor demonstrou isso. Não precisava nem ser muito observador para notar os montes de celulares e câmeras digitais levantados em meio a multidão que se aglomerava próximo do palco. Uma cena marcante.

Mas o que tem, não é? Vai lá, acredite em mim: eu não sou fã do U2. Até sei algumas músicas deles, mas se eu fosse nesse show da turnê do Vertigo, eu iria pelo Franz Ferdinand! (Aliás, eles têm uma música com o meu nome que tem o refrão maaaais legal!) O negócio é perceber de onde estamos recebendo a informação.

Só desse show, há centenas de fotos no Flickr, vídeo no YouTube, e vários posts sobre o assunto (inclusive com a história da menina que subiu no palco e beijou Bono Vox). A informação está vindo de todos, e não de um jornal ou outro.

Mas eu não vou deixar esse crédito todo com o U2. O orkut também possibilitou uma maior interação entre as pessoas, e deu até mesmo pra descobrir quem ia ou não se matricular para um determinado curso da USP em 2006. Estamos vivendo em um mundo onde as coisas vão pra web muito facilmente. Veja só, até eu, uma relis mortal, consigo colocar minha opinião nessa enorme rede de informações.

Além do que, (quase) tudo que fazemos hoje em dia em máquinas cheias de aplicativos no futuro poderá ser feito pela web. Apenas um navegador, conexão, e voilà, até word web-based se encontra! Uma apresentação de slides feito pelo tableless mostra como as coisas tendem a se “web-basear” com o tempo.

É bom a gente já ir se acostumando…

Anúncios