Afinal de contas, o que é esse tal de Webwriting?

Eu poderia muito bem dar uma série de links aqui pra explicar exatamente o que é webwriting.
NÃO, não é “redação online”, ou coisa do tipo. Tem muito mais.

Webwriting pode ser grosseiramente traduzido para “escrever para a rede”, “escrever para a web”. Mas não é o mesmo que publicar a notícia do jornal no site, ou coisa assim. Se preocupa mais ou diversas questões do conteúdo, da forma como ele é apresentado e da melhor forma de fazê-lo.

Chamam atualmente o profissional de webwriter, mas os mais ufanistas podem querer chamar de “redator web”. No meu ver, esse profissional tende a conhecer um pouco de usabilidade e de arquitetura de informação, de forma a poder apresentar o conteúdo (não só texto, mas como também imagem, entre outros) da forma mais agradável possível.

Faculdade de webwriter? Não. É uma das ‘super-novas-profissões-do-século-vinte’, e ainda não existe uma faculdade pra isso. Até mesmo porque pode parecer um pouco desnecessário. O profissional que redige para a web logicamente tem que ter um bom conhecimento de tecnologia e de informática, e ser ávido por conhecimento. Como todos sabemos, a web é o lugar onde as coisas mudam mais rapidamente. E, claro, saber escrever. Escrever BEM.

Ou seja, um bom comunicador que tenha conhecimento de web preenche bem essa vaga, que ainda é nova, mas que precisa de profissionais que se empenhem em melhorar cada vez mais, e buscar cada vez mais especializações.

Quer ler mais, de gente que tem mais “gabarito”?
Aproveita:
O que é webwriting, por Bruno Rodriges;
Entrevista com o autor de “Writing for the web”, Crawford Killian, por Paulo Rebelo;
Webwriter? Depende do serviço, por Fábio Fernandes.

technoratitag.png ,

Anúncios